Auto Esporte Mostra Civic 2012



Nona geração do sedã será lançada no Brasil em julho do próximo ano


João Kleber Amaral
Goste-se ou não do resultado, o novo Civic será assim. A Honda resolveu não ousar desta vez

Em setembro, Autoesporte publicou os primeiros flagras da nona geração do Honda Civic, na versão hatch. De lá para cá, foi a vez de o modelo três volumes ganhar as ruas (com menos camuflagem) e confirmar o que havíamos adiantado: as mudanças serão discretas. O novo Civic vai evoluir, mas sem revolucionar, como fez da última vez. Na frente, manterá boa parte da identidade atual. Já a traseira promete dar o que falar...


Com as imagens do sedã em mãos, ainda tivemos acesso a algumas peças da futura versão brasileira, o que nos permitiu refinar as projeções para algo muito próximo do resultado final. A grade, por exemplo, terá um pouco de City, mas com um filete cromado na parte superior. As lanternas também seguirão o conceito do irmão menor, embora com uma lente mais transparente (e com leds). As novas peças vão deixar de invadir a tampa do porta-malas. A placa continuará na tampa, com um friso cromado acima dela. A traseira mais alta servirá para ampliar o porta-malas, principal reclamação atual. Na frente, os faróis ficarão mais retilíneos e ganharão um vinco na área próxima à grade. O para-choque e a tomada de ar inferior terão novos desenhos.

João Kleber Amaral

Por dentro, o painel seguirá dividido em dois andares (veja o flagra): na parte de baixo o conta-giros terá grafismo mais tradicional, que lembra o do Accord. Já a porção superior ficará maior, para abrigar o computador de bordo, além do velocímetro e dos marcadores de combustível e temperatura do motor. A composição central do painel, onde estão os sistemas de som e ar-condicionado, passará a ser levemente voltada ao motorista, num estilo cockpit. O rádio traz comandos que parecem os do City, enquanto o volante vai lembrar muito o atual, com três raios.

Flagras do Civic nos EUA indicam que as principais mudanças estão na frente e na traseira. "Miolo" é parecido

Na parte mecânica, a Honda não vai mexer em time que está ganhando. A plataforma UH2 é uma evolução da UH1 atual. E a suspensão traseira independente (double wishbone) será mantida. Conforme dissemos em setembro, a Honda se esforça para nacionalizar a transmissão automática de cinco marchas, que continuará a ser usada na nova geração. O motor 1.8 16V i-VTEC de 140 cv também será mantido. Já a versão esportiva Si vai deixar de existir em nosso mercado, devido às baixas vendas. Portanto, quem quiser garantir um modelo atual, a hora é agora.

Embora ainda não tenha sido flagrado no Brasil, o novo Civic tem produção confirmada para a fábrica de Sumaré (SP) a partir de julho de 2011, com vendas logo em seguida.


Painel manterá os dois andares, mas a parte central ficará mais voltada para o motorista

3 comentários:

Teco disse...
9 de dezembro de 2010 14:50

Não gostei da trazeira dele, ainda prefiro o 2010

Andre disse...
9 de dezembro de 2010 22:34

Horrivel, que decadencia da honda!!!
Olhem o design do Cerato, lindo carro, mas nao tenho coragem por ser um Kia. Agora a honda tem nome e "Know How" e faz umas cagadas dessas...

Anderson disse...
10 de dezembro de 2010 23:19

Concordo com os dois, O 2010 já está perfeito, não sei pra que mexer e retroceder assim,o painel até que ficou bonito mas por fora horrível.
André, meu tio tem um cerato e é ótimo carro além de ser lindo, pode ir na fé, só que é considerado sedã médio, concorrente do city, agora, fui ver o novo HYunday Sonata e é deslumbrante.
Anderson

Real Time Web Analytics BlogBlogs.Com.Br